Arquivos Mensais: novembro 2007

Caso I – Mania de perseguição

          Eu e um grupo de Reikianos prestamos atendimento voluntário para a comunidade uma vez por semana. As pessoas nós acompanham por até 6 meses em média. Vou descrever toda semana depois dos atendimentos os casos mais interessantes e os bastidores da aplicação.

         O caso dessa semana é uma Sra. já idosa, pouco mais de 60 anos. Chegou a nós bem abatida, sua queixa era que o viznho não a deixava durmir, que ele ligava um aparelho de tortura que fazia um barulho continuo e irritante a noite toda. Segundo ela o vizinho não é flor que se cheire. Traz consigo uma história complicada e um pouco desconexa associando o problema do vizinho com problemas com um ex-amante falecido há alguns anos. Os filhos do amante falecido estariam combinados com o vizinho para deixa-la louca.

    No primeiro atendimento foi feito somente um Reiki para equilibrar ela um pouco. Haviam 4 reikianos nessa sessão, dois homens e mais duas moças. A energia que acompanhava ela era muito agressiva, fazendo eu sentir repulsa e enjoo. Continuamos e no final eu fui para os pés para poder tentar abrir o chackra pra melhorar um pouco o aterramento dela. A moça que ficou sozinha na cabeça em dado momento começou a tremer de olhos fechados. Demorei um pouco pra ver o que estava acontecendo. Quando vi cheguei na frente dela segurei o rosto dela e apliquei a técnica do sopro sobre o chackra frontal dela, após uns 6 sopros ela voltou ao normal. O reikiano que estava do lado se distrai e derrubou o calice de água do altar. Bem, ela estava acompanhada, e sua companhia não era das mais agradaveis. Ela não percebeu o acontecido, despedimos dela. Ao conversar com a Reikiana vi que ela estava meio “lesada” não entedia direito o que eu falava e parece que ela apagou por uns 40 segundos, ela não lembrava do que tinha acontecido.

   Essa semana logo que ela chegou sentei do lado dela, antes de começar o trabalho e começei a tentar mais detalhes sobre a questão do vizinho, ao tentar sair dali quase cai tropeçando na cadeira. (Nota: Eu odeio quando eles fazem isso). Na abertura dos trabalhos a clarividente perguntou se tinhamos limpado a sala com ervas porque ela, no astral, estava cheia de ervas no chão como guiné, arruda, alecrim. Bem, entendi a mensagem. Orientei o pessoal que iamos fazer uma aplicação meio pesada, que provavelmente a Sra. teria várias ligações e acompanhamentos com ela. Selamos a sala, nós preparamos e eu a chamei.  

A clarividente disse que haviam vários aparelhos nela. Primeiro disse que haviam dois aparelhos, um em cada ouvido (Nota: era isso que fazia o barulho a noite, pois segundo ela quando alguém ia durmir na casa dela o barulho cessava e que ele era uniforme na casa toda). Começamos a remover os dois aparelhos, dois reikianos usavam a técnica da kahuna pra fazer isso. Conseguimos tirar os dois. Ao tirar os dois um terceiro se revelou, haviam dois fios (vermelho e laranja) que ligavam os dos ouvidos no chackra frontal e outros filamentos saíam desse chackra e iam pra fora do campo aurico (nota: esse ajudava a manipular os pensamentos dela). O frontal nessa hora já girava, em sentido contrário, mas girava. Com um pouco de custo conseguimos tirar o outro aparelho e os fios. Preenchemos a área com Reiki (sempre que se tirar algo deve-se preencher com outra coisa).

Fechamos a sessão, ela ainda tem nas costas um aparato em forma de bastão negro, com dois controles um na altura no pescoço e outro na região sacral. Nesse a gente não mexeu hoje, semana que vem vamos tentar remover esse. Detalhe ao fim da aplicação e tropecei de novo antes de sair da sala (nota: eu odeio quando eles fazem isso duas vezes). Ela foi orientada com cuidado a mudar seu modo de pensar e agir e dispensada. Semana que vem continuamos com o procedimento.

O que é Reiki? Parte 1 – O “Rei”

Alguns conceitos de Reiki e dentro do Reiki praticamente se tornaram dogmas nos dias de hoje por algumas linhas. Eu não gosto muito dessas posturas pois elas dificultam que pessoas possam formar seus conceitos baseados na própria experiência.

Bem, então o que é Reiki. Em qualquer livro nós vamos achar algo como “Energia Vital Universal”.  Acho essa definição muito vaga, ainda mais que grande parte das coisas existentes estão vivas e no universo. Reiki a principio é uma técnica, não uma energia. Alias, é uma técnica que usa a combinação de dois tipos de energia presentes em todo lugar. Vou explicar melhor.

Reiki vem de dois ideogramas do japonês – Rei e o Ki. Ideogramas… ou seja algo escrito que expressa uma idéia. Mas uma idéia é algo muito abrangente. Por isso eu não gosto de traduzir reiki literalmente.

Rei do Japonês se refere a um tipo de energia muito sutil. [O que é sutil? Por exemplo, uma pedra é mais densa que água. Logo a água é um elemento mais sutil comparado com a terra].  Esse tipo de energia permeia todo o espaço sideral. Lógico, se falamos de boas energias aki, da energia da montanhas, das cachoeiras, porquê não teria nada parecido no espaço sideral?

Então Rei é um tipo de energia que permeia o vácuo, o espaço sideral, é uma energia das estrelas. Os planetas estão no espaço então essa energia entra em contato com esses planetas. Os elementos que compõem um planeta são mais densos que o vácuo (logicamente). Essa energia então ao entrar numa atmosfera planetária começa então a interagir com esses elementos. Ai então iniciamos a formação do segundo tipo de energia, o Ki.

Continua…

 ¼/p>

Oi pessoal! Primeiro post!

Oi pessoal, resolvi criar esse blog sobre para que eu possa deixar aqui algumas idéias sobre o Reiki. Espero que possamos trocar experiencias e pontos de vista.

Até mais!

Zain