Aplicando Reiki em desencarnados – I

      Um caso que chegou a me emocionar foi de uma senhora que eu tratei por mais de um ano. Ela tinha mais de 70 anos e bancava financeiramente a sobrinha que tinha quase uns quarenta. O caso das duas era muito complicado e extremamente conflituoso, inclusive incorrendo em vários episódios de agressão física. Eu tratava as duas com reiki e tinha conseguido poucos ganhos (no meu ver). Energeticamente elas já estavam melhorando mas quando brigavam quase sempre tinha um episodio de agressão física. Eu já havia orientado para dar queixa milahres de vezes, mas como já disse o caso delas era muito complexo.

Um dia  eu pedi que a senhora fosse no trabalho voluntário. Quando ela entrou na sala tive uma impressão diferente e perguntei a clarividente quem estava ali junto com ela. Ela me descreveu o que aparentava ser um escravo da época colonia. Ele possuía as argolas das algemas nos pulsos mas a corrente que unia as duas estava quebrada.

O atendimento começou, eu deixei o grupo aplicar reiki nela e me pus ao lado da maca (aonde o escravo estava parado). Usei o HSZSN e começei a aplicar reiki no escravo. A minha aura prontamente se expandiu muito (talvez algo guia tivesse se aproximado demais) e comçou a vir vários pensamentos na minha cabeça. Começei então a conversar mentalmente com ele (mais um monologo é verdade). Falei pra ele que sacanagem ele já tinha sofrido pra caramba na mão dela e tava ali agora continuando sofrendo mas por opção própria. Falei que existem leis que nós fazem pagar o que devemos e que ela iria ter que aprender a lição dela mas que ele não precisava continuar ali, que era hora de parar, de caminhar, que tantos amigos deles já tinham caminhado e que estavam próximos a ele mas que o ódio e a dor,a vingança não deixava ele ver, tava na hora de parar de sofrer. Que era hora que quebrar aquelas algemas, dele ser verdadeiramente livre. Nesse momento a clarividente pegou as minhas mãos e posicionou para baixo  (depois ela me contou que ele estendeu as mãos para mim). Com a decisão dele a energia corroeu as algemas e elas quebraram e ele então desmaiou. Naquele dia nós tinhamos feito uma limpeza na sala trabalhando muito com elementais e a sala estava repleta deles. Os elementais então envolveram ele e levaram para algum local de tratamento.

Quando abir os olhos a clarividente estava chorando e me contou que a senhora em uma dada vida mandava bater muito naquele escravo que não aceitava se subjugar até que ele efetivamente morreu de tanto apanhar. Ele nutria ódio por ela e nas brigas com a sobrinha ele induzia a sobrinha a bater nela. Depois que ele foi embora os problemas entre elas continuaram mas os epísodios de agressão física praticamente se extinguiram.

2 Comentários.

  1. Olá Marcelo ! Participo da ReikiBR e vi a sua mensagem, quando decdi visitar o seu blog. Muito bom e emocionante o seu relato !
    Que vc continue fazendo este maravilhoso trabalho na senda do bem !
    Forte abraço !