A Sintonização ou iniciação

Para que uma pessoa esteja apta a canalizar o Reiki, é necessário que se passe por uma sintonização, também chamada de iniciação. Na sintonização, o “Rei”, ou Consciência Espiritual, faz os ajustes no sistema energético do estudante para que ele seja ligado à fonte do Reiki e, assim, possa canalizá-lo.

O Mestre em Reiki atua como um canal para que as Forças Superiores possam dirigir o processo. Vários Guias do Reiki, e outros Seres Espirituais, se fazem presentes, auxiliando a sintonização.

Os canais de força do corpo, responsáveis pela captação, processamento e distribuição do Reiki, são ativados, proporcionando um melhor potencial de cura e harmonização. A sintonização habilita o praticante a canalizar o Reiki até o final da vida. O que não quer dizer que a qualidade e a capacidade de canalizar de uma pessoa que trabalha com Reiki a vida toda seja a mesma de  uma que fica 40 anos sem aplicar. A medida que o Reiki flui, os canais do corpo são limpos e os chackras, envolvidos no processo, são estimulados.

A pessoa que está sendo sintonizada poderá experimentar várias sensações como: paz, harmonia, calor em alguns pontos, relaxamento, tristeza, choro, amor, até visões e mensagens.

Várias pessoas passam por várias sintonizações no mesmo grau. O que pode ajudar a refinar a capacidade de canalizar o Reiki. Mas passando ou não por várias sintonizações, a canalização do Reiki torna-se mais eficiente se aliada a bons hábitos. Meditação é um bom exemplo – meditar não é ficar sem fazer nada, é tornar-se vazio, é se livrar de todo o lixo interno para que o Amor Divino possa preencher o interior do Ser.  Não importa por quantos mestres foi ou ainda vai ser sintonizado, mas sim o que é cultivado dentro do coração. O Reiki pode ser uma ferramenta para que passos importantes sejam dados, mas eles só serão dados se você andar. Nenhum professor ou mestre pode fazer isso por você.

Comentários estão desabilitados.